Novo Blog para o Concelho de Ourém. Rumo à Excelência. Na senda da Inovação
comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 24.06.10 às 22:27link do post | | adicionar aos favoritos

 

Paulo Fonseca foi o candidato do Partido Socialista (PS) à Câmara Municipal de Ourém nas eleições autárquicas de 14-12-1997, 16-12-2001 e 11-10-2009.

Nas duas primeiras, obteve 35,96 e 35,20%, respectivamente, tendo sido eleito vereador.

Na última, a do ano passado, obteve 47,35%, sendo eleito, como todos sabemos, Presidente da Câmara Municipal.

Teve o mérito de ter conseguido cativar o voto de 12.459 pessoas, mais 1.061 do que o PSD, o que permitiu ao PS eleger 4 vereadores.

Tratou-se de um feito de grande relevância, se levarmos em conta a tradição eleitoral no nosso concelho e o resultado obtido nas eleições de 2005 (7.883 votos). 

Jovem activo, irreverente e empreendedor na “causa pública”, entrou na vida política activa pela mão de Alberto Figueiredo, um dos históricos, de entre alguns outros, do PS/Ourém.

Começou por organizar e dar corpo àquilo que viria a ser o que hoje conhecemos por “Núcleos”, ou seja, o Núcleo da Juventude Socialista de Ourém, um grupo de jovens, partidária e estatutariamente constituído, no qual desempenhou as funções de secretário coordenador.

E era um tempo em que o Partido Social Democrata e, mais concretamente, Mário Albuquerque, governava o nosso concelho, e em que, diga-se em abono da verdade, tudo o que não respirasse o “velhinho sistema”, era tido como comunista ou socialmente inútil ou desprezível.

Como Paulo Fonseca bem refere, tudo começou na velhinha sede do PS em Ourém (não aquela que existia na Rua Alexandre Herculano, de boa memória e da qual ainda tenho recordações bem vivas), mas aquela que existia, mais ou menos, em frente ao antigo hospital (de Santo Agostinho) e que foi gentilmente cedida (com contrato de comodato, isto é, gratuitamente) por Armando Leitão Pereira, a mesma pessoa que cedeu, sem contrapartidas e nos mesmos termos (gratuitamente), a primeira sede do MASP (Movimento de Apoio de Soares à Presidência), e que ainda hoje espera uma palavra de reconhecimento. Enfim, sem ressentimentos…

Fechado o parêntesis (que também se impunha), é certo que Paulo Fonseca, actual presidente da Câmara Municipal de Ourém, foi evoluindo política e humanamente, observando e aprendendo com os mais velhos.

Depois de deixar as sementes na sua terra, foi à conquista de novos “palcos”, distritais e nacionais, e com isso ganhou “calo” – é um facto.

Não se conformou, nem se conforma, com a estagnação de ideias e perspectivas, fica insatisfeito quando, como nós, vê que as coisas não “pululam nem avançam”. Essa será, pensamos nós, a “doença” que afecta quem realmente gosta da sua terra.

Por isso mesmo, por não desistir das causas em que acredita, candidatou-se pela terceira vez à Câmara de Ourém, e venceu.

O povo deu-lhe esta oportunidade.

O nosso desejo, é que não passemos do oito para o oitenta, e que não sejamos todos enganados pelo jovem irreverente, que sempre quis fazer a ruptura com o passado e ter esperança no futuro. Porquê? Porque acreditamos que, há muito, tal como ele diz, “o 25 de Abril ainda não tinha chegado a Ourém”, verdadeiramente.

tags:

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 24.06.10 às 01:05link do post | | adicionar aos favoritos

 

Há já algum tempo dizia-se por estas bandas que os médicos de família tinham chegado ao nosso concelho em força e que, agora (entenda-se, na altura em que a boa nova foi anunciada), é que ninguém iria ficar sem os ditos. Oh, mas por que razão eu e mais quatro pessoas que eu conheço ainda não temos médico de família? Vá lá, só mais um, é que pelos vistos só faltamos nós...

tags:

mais sobre mim
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17




links
pesquisar
 
subscrever feeds
Contador
free counters
Blog iNovOurém no Facebook
Google Translate
TWITTER
Followers
blogs SAPO