Novo Blog para o Concelho de Ourém. Rumo à Excelência. Na senda da Inovação
comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 21.06.10 às 16:03link do post | | adicionar aos favoritos

 

Mário Albuquerque, chegou pela primeira vez à presidência da Câmara Municipal de Ourém nas eleições realizadas a 16-12-1979, tendo sido eleito pelo PPD/PSD com 28,88% dos votos. 

Nas eleições de 12-12-1982 perdeu para o candidato do CDS, Dr. António Teixeira, tendo sido eleito vereador também pelo PPD/PSD, com 39,17% dos votos.

Em 15-12-1985, é novamente eleito presidente da Câmara Municipal de Ourém, mais uma vez com o apoio do PPD/PSD, obtendo, desta vez, um resultado de 37,62%.

Finalmente, nas eleições de 17-12-1989 e 12-12-1993 é reeleito, com esmagadoras maiorias do PPD/PSD, alcançando, respectivamente, 55,80 e 61,50% dos votos.

Mário Albuquerque, nome associado ao antigo “Sistema” e, posteriormente, referência incontornável do PSD e da vida política oureense, foi, contudo, uma das figuras que participou na elaboração das listas do PS para as eleições autárquicas de 1976, feitas na célebre “Embaixada de Cuba”, e na qual participaram também, por exemplo, Fernando Fortes, Armando Leitão Pereira e Eduardo Custódio Graça. Foi, aliás, Eduardo Graça que, num desses encontros “secretos”, se auto-proclamou candidato do PS às eleições de 1976, indo, assim, contra a opinião da maioria dos presentes, e contrariando, aliás, a sugestão feita por Fernando Fortes para que Mário Albuquerque fosse o cabeça de lista do PS nessas eleições. O resultado desse gesto autoritário, oportunista e manipulador, fez com que o PS perdesse as primeiras eleições pós-25 de Abril, obtendo apenas 16,49% dos votos (a que correspondeu um mandato), dando a vitória ao CDS e ao seu candidato, Dr. António Teixeira, com 44,35% dos votos (quatro mandatos). Já o PPD/PSD alcançou 31,73%, com dois mandatos, e a FEPU 2,78% (zero mandatos).

Graças a esta “tirada exemplar” e “muito inteligente”, o Partido Socialista levaria 33 longos e angustiantes anos a ganhar a Câmara Municipal de Ourém.

tags:

uAldeia Sempre a 5 de Agosto de 2010 às 12:02
Penso que deve procurar fontes para os seus escritos que reproduzam mais a realidade dos factos.
As reunioes que fala na Embaixada de Cuba eram formadas por pessoas com definiçao politica e tambem por chicos espertos que nao se definindo gostavam de dar os seus palpites ficando sempre a coberto de quem dava a cara. Sim porque nesse tempo e tambem agora sempre é bom estar com a maioria.
Nao lhe reconheço qualidades suficientes para opinar sobre mim.
A decisao final foi tomada em reuniao da C Instaladora do PS.
O partido socialista so levou 33 longos anos a chegar ao poder porque nao teve militantes em qualidade e quantidade suficiente para assumir o poder.Mesmo tendo corrido com os chamados dinossauros substituindo-os pela nova geraçao .
Essa pelos vistos tinha outros objectivos.

João Carlos Pereira e Friends a 5 de Agosto de 2010 às 15:17
Estimado leitor,

Antes de mais, agradecemos-lhe o seu comentário, pois é sempre frutuosa a troca de pontos de vista ou opiniões.
Dado que não se identifica claramente, presumimos, todavia, pelo que escreveu, tratar-se do visado no nosso texto, ou seja, o Prof. Mário Albuquerque, pessoa pela qual nutrimos amizade e estima.
Assim sendo, cumpre-nos informar que este Blog é formado por um conjunto de pessoas que "vivem e sentem Ourém", sendo João Carlos Pereira apenas o rosto do mesmo e aquele que redige os textos.
Creia-nos que existem pessoas neste Blog que têm qualidades suficientes para poder opinar sobre, nomeadamente, a história política recente do nosso concelho.
Se assim não fosse, nunca ousaríamos ter iniciado este Blog, porquanto, nessa altura, não teríamos nada de novo a trazer à nossa cidade e ao nosso concelho, e, por tal, a informação e a inovação a que nos propusemos desde o início, estariam irremediavelmente coarctadas e não fariam qualquer sentido.
Aliás, se reparar, os "posts" surgem sempre com o epíteto de "João Carlos Pereira e Friends", que é como quem diz " e amigos", pelo que, salvo indicação em contrário, todos são assumidos por um conjunto de pessoas e não por uma só.
Também não é por acaso que os textos surgem sempre, pelo menos é essa a intenção, escritos na primeira pessoa do plural.
Finalmente, cumpre-nos, uma vez mais, reiterar o nosso agradecimento pela leitura e pelo interesse demonstrados.
Com amizade,

João Carlos Pereira e Friends

mais sobre mim
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17




links
pesquisar
 
Contador
free counters
Blog iNovOurém no Facebook
Google Translate
TWITTER
Followers
blogs SAPO