Novo Blog para o Concelho de Ourém. Rumo à Excelência. Na senda da Inovação
comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 21.10.10 às 21:39link do post | | adicionar aos favoritos

 

David Catarino, ex-presidente da Câmara Municipal de Ourém e actual presidente do Pólo de Turismo Leiria-Fátima, parece que não anda a dormir em bons lençóis, havendo quem o acuse de despesismo e inoperância no exercício do cargo, sendo, ao mesmo tempo, criticado por uns e ignorado por outros.

A imprensa regional vai mais longe, ao ponto de dizer que “ninguém quer este presidente”.

Na origem deste mal-estar, está o desequilíbrio das contas do Pólo de Turismo, o qual apresenta receitas a menos e endividamento a mais. Para além disso, a gestão de Catarino, ao que tudo indica, caracteriza-se pela falta de brilho e dinamismo.

Face a esta liderança apática, o ainda presidente arrisca-se a completar apenas um ano de mandato (recorde-se que assumiu as funções no ano passado, para o quadriénio 2009-2013), havendo quem aposte que a sua presidência não vai além de Novembro próximo, altura em que David Catarino terá de apresentar o orçamento para o próximo ano, em relação ao qual os autarcas social-democratas da região têm sérias dúvidas de que será um orçamento convincente.

A somar a isto, está o facto de, neste momento, a maioria dos municípios abrangidos pelo Pólo de Turismo Leiria-Fátima serem socialistas, o que reforça a ideia de que a gestão de David Catarino, a ter entrado efectivamente num caminho sem retorno, tem os dias contados.

David Catarino, por seu lado, contra-argumenta dizendo que a situação está controlada, não só porque existem financiamentos do QREN que irão ajudar a saldar os compromissos de 2009 e 2010, mas também porque existem perspectivas de apoio por parte do Turismo de Portugal. Logo, afirma o presidente, “não estou preocupado com a situação presente”.

Numa tentativa de salvar a pele, tem na manga um conjunto de medidas que, espera, possam contribuir para inverter a situação deficitária em que se encontra o Pólo de Turismo, como seja a venda de produtos da região nos postos de turismo e a repartição dos custos de exploração com os municípios.

Resta saber se este pacote de medidas será exequível e se chegará a tempo de evitar o seu afastamento da liderança do Pólo de Turismo Leiria-Fátima. Há já quem aposte que não.

Refira-se, por último, que este imbróglio nada nos espanta tendo em conta o buraco financeiro sem fundo que David Catarino deixou na Câmara Municipal de Ourém, cuja gestão, igualmente despesista e inoperante, colapsou o nosso desenvolvimento e a nossa prosperidade. Definitivamente, a gestão da coisa pública não é a praia de David Catarino, é uma área onde não se sente minimamente à-vontade (mas, também não é o único) e onde revela deficiências inultrapassáveis. Resta-lhe arrumar as botas ou então dedicar-se exclusivamente ao ensino, uma área onde parece que tem valor, ou não tivesse granjeado recentemente um louvor pelos seus préstimos na direcção pedagógica da Escola Profissional de Ourém.

Pelo exposto, deixamos aqui um apelo a David Catarino: não tente dar à gestão da coisa pública aquilo que não tem. E o que não tem, também já não lhe nasce. 


mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

17
18

24
28



links
pesquisar
 
Contador
free counters
Blog iNovOurém no Facebook
Google Translate
TWITTER
Followers
blogs SAPO