Novo Blog para o Concelho de Ourém. Rumo à Excelência. Na senda da Inovação
comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 15.11.10 às 18:22link do post | | adicionar aos favoritos

 

1. Os cidadãos do concelho de Ourém têm agora mais uma ferramenta online à disposição, através da qual podem reportar às entidades competentes uma diversidade de ocorrências ao nível do espaço público, como seja o estado da iluminação, dos jardins, a existência de veículos abandonados ou o alerta para a recolha de electrodomésticos ou outros aparelhos usados.

Denominado “A Minha Rua”, os internautas podem aceder ao Portal do Cidadão e utilizar o formulário que aí é disponibilizado para reportarem a sua ocorrência.

Para isso, basta seleccionar o distrito, depois o município e, por fim, a freguesia correspondente.

Os utilizadores têm ainda a possibilidade de visualizar uma selecção das últimas ocorrências reportadas.

Depois, é só esperar que a autarquia lhe dê conhecimento sobre o andamento do processo e eventual resolução do problema.

Trata-se, de facto, de uma boa ferramenta, mas que precisa de uma especial atenção e de uma resposta em tempo útil das entidades competentes para se tornar verdadeiramente eficaz.

Pela nossa parte, podemos comprovar que o feedback é para já muito satisfatório: reportámos uma ocorrência no dia 11-11-2010, e logo no dia seguinte tínhamos dois emails a informar-nos do andamento do processo.

 

2. Um leitor deste Blog forneceu-nos amavelmente o documento que a foto retrata (Portugal 1895), através do qual ficamos a saber que, pelo último recenseamento, a população de Portugal Continental é de 4.708.478 habitantes (embora o número de habitantes não seja coincidente, estamos em crer que se trata do III Recenseamento Geral da População, de 1890 – reinado de D. Carlos I).

Curiosamente, e numa altura em que a necessidade de consolidar as contas públicas anda ao rubro, podemos observar que os encargos da dívida pública já representavam naquele período 4$785 réis por ano pagos por cada habitante, ou seja, mais do que pagavam os italianos, espanhóis, norte-americanos ou suecos.

O documento acrescenta que tal encargo respeita à espantosa dívida que a monarquia arranjou com as suas dissipações (desperdícios, esbanjamento), ao mesmo tempo que o cidadão da república suíça paga apenas $448 réis por ano para os encargos da dívida pública!

A notícia termina com uma actualizadíssima expressão: “E digam depois que não somos um paiz desgraçado!”.

A triste conclusão a que chegamos é que, ao nível das contas públicas, temos realmente sido sempre uns grandes desgraçados.


mais sobre mim
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

14
17

21
22
23

28
29


links
pesquisar
 
Contador
free counters
Blog iNovOurém no Facebook
Google Translate
TWITTER
Followers
blogs SAPO