Novo Blog para o Concelho de Ourém. Rumo à Excelência. Na senda da Inovação
comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 09.12.10 às 21:33link do post | | adicionar aos favoritos

 

Os portugueses acreditam cada vez mais que a corrupção no país é um fenómeno que veio para ficar e que está a aumentar, e elegem os partidos políticos e o próprio parlamento como os principais receptáculos desta chaga execrável da sociedade.

Se descontarmos o facto de que em tempos de crise este sentimento de desconfiança tende a acentuar-se, a verdade, porém, é que casos como a “Operação Furacão”, a “Compra dos Submarinos”, “Isaltino Morais”, o “Apito Dourado”, os casos das “Universidades Independente e Moderna”, o “Freeport” ou o “Face Oculta”, só para citar alguns exemplos, adensam essa desconfiança e contribuem para o descrédito dos seus alegados e vistosos protagonistas.

Costuma dizer-se que onde há fumo há fogo, logo é legítimo questionarmos se não haverá no meio destas trapalhadas todas uma, ainda que ténue, cortina de verdade.

Como a justiça não funciona e muitas vezes só atrapalha, para além de nada ser levado até às últimas consequências, só nos resta continuarmos a assistir a este desfile de impunes artimanhas num país faz-de-conta chamado Portugal.  


Carlos Gomes a 10 de Dezembro de 2010 às 22:51
"Você pode deter a corrupção" sugere que a atitude individualizada é capaz de resolver o problema. É claro que ninguém acredita!
O problema da corrupção nas sociedades está intimamente associada não apenas a problemas de ordem social e económica mas também e sobretudo cultural, instalado ao nível das mentalidades e beneficiando da permissividade, apenas dilatado graças às injustiças sociais e aos factores de crise. Mas, a corrupção, como toda a gente sabe, não se resume a um acto praticado por um grupo restrito de indivíduos, eventualmente pelo corruptor e o corrompido, mas antes tende a construir teias complexas na sociedade, instalando-se e minando-a por dentro.
Quem alguma vez deu a gorjeta ao empregado como forma de agradecimento por um serviço pelo qual já se encontra remunerado mais não fez do que lançar as sementes de um sistema que apenas funciona através do favorecimento...

Almeida a 12 de Dezembro de 2010 às 20:26
Este é mais um excelente artigo deste blog.
Era uma vez um estado de direito falhado, era uma vez uma democracia falhada. Portugal é actualmente uma republica das bananas e a culpa é dos políticos. Os políticos deviam ter vergonha, estão constantemente a querer passar-nos atestados de estupidez e deixaram o país chegar a este caos. Os portugueses consideram os políticos a classe mais corrupta e eles marimbam-se para isto, tenham vergonha. Neste país há um poder que não tem legitimidade democrática uma vez que não resulta de eleições, a justiça, isto é assim para depois os políticos controlarem a justiça, mais uma vez corrupção/manipulação. Há um artigo que diz "Já ninguém acredita na justiça e na sua independência face ao poder politico", de facto assim é.

mais sobre mim
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

16
18

21
22
24
25

28
29
30
31


links
pesquisar
 
Contador
free counters
Blog iNovOurém no Facebook
Google Translate
TWITTER
Followers
blogs SAPO