Novo Blog para o Concelho de Ourém. Rumo à Excelência. Na senda da Inovação
comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 16.09.12 às 19:57link do post | | adicionar aos favoritos

A foto acima, tirada ainda no antigo ringue do Atlético junto à igreja da então denominada Vila Nova de Ourém, é a prova viva de uma geração de excelentes jogadores, num tempo em que o “amor à camisola” era a palavra de ordem e em que os parcos recursos não constituíam um entrave ao desenvolvimento desta modalidade na nossa terra. E tudo graças a este conjunto de “guerreiros” que faziam das tripas coração para dignificarem o nome de Ourém, fosse a nível local, distrital ou até mesmo nacional. O quarto jogador em pé, a contar da esquerda para a direita, é um dos autores deste Blog, Armando Leitão Pereira, a quem desde já prestamos esta humilde homenagem.   


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 02.12.10 às 21:17link do post | | adicionar aos favoritos

 

Depois do Brasil, em 2014, seguem-se a Rússia (2018) e o Qatar (2022), os próximos países anfitriões da organização do Campeonato do Mundo de Futebol.

A candidatura ibérica (Portugal e Espanha) ainda resistiu à primeira votação (com 7 votos), na qual a Inglaterra foi eliminada (2 votos), mas, à segunda, foi de vez: com os mesmos 7 votos, não conseguiu fazer frente aos 13 votos alcançados pela Rússia. Já a candidatura da Holanda e da Bélgica obteve na primeira votação 4 votos e apenas 2 na segunda.

Em relação à votação para a organização do Campeonato do Mundo de 2022, as coisas estiveram mais renhidas, sendo necessário proceder-se a quatro votações para se apurar o vencedor.

No entanto, o Qatar destacou-se claramente nas quatro votações, tendo obtido 11, 10, 11 e 14 votos respectivamente, destronando, assim, na última ronda, a candidatura dos EUA, que obteve apenas 8 votos.

Quando em Portugal já se esfregavam as mãos pelas expectativas de podermos vir a acolher o maior acontecimento desportivo a nível mundial, em co-organização com os espanhóis, eis que o Comité Executivo da FIFA se voltou para Leste e fintou o brio luso.

 

Até já os economistas faziam contas ao custo-benefício de tal evento, prevendo receitas muito superiores às despesas, qualquer coisa como 1.000 milhões de euros entre receitas directas e indirectas.

Isto, para já não falar que seria um estímulo à economia portuguesa, que anda por esta altura moribunda, senão mesmo defunta, qual empurrão milagroso de que agora nos vemos privados.

É a vida, todos lamentamos. Sócrates esforçou-se, Laurentino Dias ficou triste, Figo inconsolável, Gilberto Madaíl destroçado, até o cadavérico apêndice clientelar da Federação Portuguesa de Futebol, Amândio de Carvalho, lacrimejou de desassossego. Paulo Bento, esse guru do futebol, preferiu, e bem, chutar para a frente, em direcção ao objectivo do Europeu de 2012.

Feitas as contas, foi uma tragédia nacional… Qual crise, qual desemprego, qual quê? Foi-se-nos o Mundial, e isso é que é a verdadeira crise, aquela que ataca o orgulho nacional! 


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 12.10.10 às 23:11link do post | | adicionar aos favoritos

 

O embate de hoje na Islândia ditou a vitória da Selecção Nacional por 3 bolas a uma.

Cristiano Ronaldo, Raul Meireles e Hélder Postiga foram os marcadores de serviço, num encontro em que Portugal partiu como favorito.

A Islândia rendeu-se à superioridade da Selecção das Quinas, embora ainda tenha dado o ar da sua graça, conseguindo empatar o jogo.

No final do encontro, o Seleccionador Nacional Paulo Bento elogiou o trabalho dos jogadores e a sua persistência na busca dos objectivos definidos para esta partida, para os quais dirigiu todo o mérito das vitórias alcançadas nos dois últimos jogos.

Claro que ainda há muito trabalho pela frente, mas uma coisa é certa: Paulo Bento conseguiu imprimir um novo ritmo de jogo à Selecção Nacional, conseguiu gerir melhor os recursos e incutir uma nova atitude e uma nova ambição aos jogadores, trouxe novamente Portugal às vitórias e contribuiu para ultrapassar o clima de mal-estar que se vinha vivendo nos últimos tempos na Selecção a propósito do “caso” Queirós.

Portugal ocupa agora o 2º lugar do Grupo H na qualificação para o Euro 2012, e está, por isso, de parabéns.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 06.10.10 às 01:24link do post | | adicionar aos favoritos

 

A partir da próxima quinta-feira e até dia 18 de Outubro as atenções do Surf Mundial vão centrar-se todas em Peniche.

Em causa, está a realização do “Rip Curl Pro Portugal”, a 8ª Etapa do Circuito Mundial ASP.

A estrela nacional em ascensão, o portuguesíssimo Tiago Pires, ou, como também é conhecido, o “Saca” da Ericeira, promete dar o seu melhor nesta prova, já que, no ano passado, a sorte não esteve do seu lado, tendo sido eliminado.

Tiago Pires, natural da Ericeira, nasceu em 13 de Março de 1980, e nos últimos doze anos tem-se dedicado de corpo e alma ao Surf, o que o levou a granjear o título de estrela sensação do Surf em Portugal e a marcar já presença reconhecida nos grandes circuitos internacionais.

 

No seu palmarés conta já com alguns importantes troféus, como o de vice-campeão mundial no Campeonato Mundial de Surf que teve lugar em Portugal em 1998, e o 5º lugar no ASP WQS em 2007.

Este ano, Tiago Pires não quer repetir a experiência de 2009, tanto mais que, como salientou à imprensa, “o episódio do ano passado ajuda na preparação deste ano, pois já consigo ter uma percepção de como não devo reagir face a determinadas situações, e também do que tenho de fazer para me sentir mais relaxado durante a prova”.

Tiago Pires é actualmente o 15º do Ranking Mundial e, em Peniche, vai encontrar-se na 1ª Ronda com os australianos Adrian Buchan e Matt Wilkinson, respectivamente, 6º e 27º na hierarquia.     

O “Saca” da Ericeira encara o seu afastamento em 2009, diante do norte-americano Nathaniel Curran, como uma experiência importante para a sua aprendizagem e para a sua carreira, facto que o motiva a dar tudo por tudo este ano e o seu melhor na prova portuguesa.

 

Recorde-se que, no ano passado, o Rip Curl Search, que ocorreu também em Peniche, não permitiu a Tiago Pires ir além do 33º lugar na prova, prova essa que foi ganha pelo australiano Mick Fanning, o qual viria a consagrar-se Campeão do Mundo pelo segundo ano.

Este ano, todos esperamos que Tiago Pires alcance os seus intentos, que leve o Surf português às melhores provas mundiais e que faça da sua paixão pelo Surf a paixão de todos os portugueses que, com ele, torcem por mais este grande resultado.

Por nós, resta-nos desejar a Tiago Pires as maiores felicidades para mais esta prova e que, no fim, possa elevar bem alto a bandeira de Portugal.

Ele merece e o país agradece.

   

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 22.09.10 às 18:18link do post | | adicionar aos favoritos

 

Foi inaugurado no passado domingo, dia 19, o novo Complexo Desportivo de Caxarias, uma obra que custou, segundo se diz, 900.000 euros à autarquia oureense e que constitui, para o edil socialista, um equipamento de modernização para o nosso concelho.

O relvado sintético e o mini-campo agora inaugurados, assim como todo o complexo desportivo passam a estar à disposição quer dos praticantes das diversas modalidades desportivas que ali se podem praticar, nomeadamente natação, karaté, atletismo e futebol, quer à população em geral.

Esta obra enquadra-se, portanto, num dos objectivos que serviram de base à apresentação, por parte do PS, do “Compromisso Estratégico com a nossa Terra” aquando das últimas eleições autárquicas, objectivo esse que prometia fazer do nosso concelho “um município com qualidade de vida”.

Vemos com bons olhos este tipo de projectos e iniciativas, porquanto o nosso concelho sempre esteve cerceado de uma aposta forte e imparcial no associativismo, na cultura e no desporto.

Por outro lado, não podemos deixar de notar aqui a existência do futuro Regulamento de Atribuição de Subsídios, e o longo calvário que foi a atribuição desses subsídios às diversas colectividades do concelho, as mais das vezes sem lei nem roque, ou sem critérios definidos de forma clara e objectiva, que beneficiaram uns em detrimento de outros, criando assim clivagens abissais entre as várias associações culturais e desportivas existentes, de que serve para má memória futura o exemplo do Clube Atlético Oureense.

 

Finalmente, é bom que todos não nos esqueçamos que houve em tempos na Câmara Municipal, e ainda lá devem estar os papéis (claro, se ninguém os queimou ou furtou) um projecto para a construção de um Estádio Municipal na cidade de Ourém, o qual, se a memória não nos falha, era para ser implementado na zona das feiras e mercados, onde actualmente se encontra localizado o Parque Linear, entre outras infra-estruturas e equipamentos, projecto que sofreu da doença de Alzheimer durante largos anos, foi metido na gaveta e remetido ao esquecimento, para, anos depois, como que por milagre, aparecer na cidade de Fátima.

É bom que a actual maioria na Câmara não se esqueça que o concelho de Ourém é muito grande e não é só Fátima, e que, apesar de muito boa gente pensar o contrário por esse país fora, Ourém sempre foi e continua a ser a sede do concelho e não a “Cidade-Santuário”.

E isso faz toda a diferença…    


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 16.09.10 às 23:53link do post | | adicionar aos favoritos

 

Parece que também no mundo do futebol é preciso batermos no fundo e andarmos pelas ruas da amargura para se terem ideias luminosas.

Mourinho já tinha dito que um dia gostava de vir a treinar a Selecção Nacional, o que, a pôr-se a questão, seria só lá para a fase final da sua carreira no exterior.

Mas, foi adiantando, que não excluiria a hipótese de antecipar o seu regresso a Portugal, caso se viessem a verificar condições excepcionais que justificassem a sua preciosa colaboração, já que, segundo o próprio, nunca voltaria as costas ao seu país numa situação crítica e periclitante.

Ora aí está. Todo o imbróglio que se criou em torno da figura de Carlos Queiroz, da Selecção Nacional de Futebol e no antes e depois da nossa presença no Mundial da África do Sul, imbróglio esse que é sobejamente conhecido de todos, é motivo bastante para justificar a presença de José Mourinho enquanto “Salvador da Pátria”, e numa derradeira tentativa de salvar a honra do convento.

Para tanto, Gilberto Madaíl, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), deslocou-se hoje a Madrid, numa visita relâmpago e à revelia da vice-presidência da FPF, para suplicar a Mourinho que ajude a qualificar a Selecção Nacional para o Euro 2012.

Mourinho parece ter gostado da ideia e a bola está agora do lado do seu patrão, o Presidente do Real Madrid, com quem Madaíl deverá reunir-se dentro em breve, para o pôr a par das nossas “Euro-necessidades”.

Quem não gostou do filme (leia-se da visita “inesperada” de Madaíl a Madrid), foi a vice-presidência da FPF, que não teve prévio conhecimento dessa deslocação.

Quase que estamos a ver o dinossauro futebolístico Amândio de Carvalho, qual lapa, a bradar aos céus e a espumar pela boca quando soube da viagem do seu presidente pela comunicação social.

Como bom português, certamente que se sentiu como o “corno” desta história. Bem feito para ele e para o seu séquito de fiéis seguidores.

Deus permita que uma das condições para Mourinho aceitar o convite seja limpar a Federação Portuguesa de Futebol desta tralha que só conspurca o futebol português.

Entretanto, bom seria termos José Mourinho entre nós. Vemos com bons olhos essa ideia e julgamos que é o sentimento de todos os portugueses.

Mourinho, seja bem-vindo.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 15.09.10 às 23:06link do post | | adicionar aos favoritos

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 09.09.10 às 21:00link do post | | adicionar aos favoritos

 

 

O polvo conseguiu finalmente dar um chuto em Queirós e afastá-lo do cargo de Seleccionador Nacional.

Era mais do que previsível face aos acontecimentos que rodearam todo este caso.

Só é pena que os principais tentáculos deste polvo, incluindo a sua cabeça, continuem nos lugares que ocupam e alegremente intocáveis.

É a podridão que envolve o futebol a vir mais uma vez à tona e a sujar a imagem do desporto em Portugal.

Para quando um saneamento sumário na Federação Portuguesa de Futebol?

Para quando banir do mundo do futebol português esta tralha suja e velha que já não serve para mais nada?

Até quando a política vai continuar a interferir no futebol?

Haja coragem ou alguém que tenha a iniciativa de pôr os pontos nos "is".


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 08.09.10 às 23:56link do post | | adicionar aos favoritos
 

 As imagens valem por mil palavras.

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 06.09.10 às 21:37link do post | | adicionar aos favoritos

São três dos rostos mais importantes do futebol português e, porventura, os que mais mancham a nosso “desporto rei”.

Laurentino Dias, Secretário de Estado do Desporto, Gilberto Madaíl, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), e Amândio de Carvalho, vice-presidente da FPF.

O “polvo” de que muito se tem falado nos últimos tempos, pode alegadamente passar por estas três personagens.

Não sabemos se encarnam todos a cabeça, até porque os polvos, em princípio, só têm uma, mas há-de haver alguns tentáculos que se ajustam a cada um deles.

A cada aparição pública do Secretário de Estado do Desporto fica mais visível o quanto a política interfere no futebol em Portugal.

Os mais recentes comentários de Laurentino Dias acerca do “Caso Queiroz” traz à luz do dia a falta de imparcialidade que graça na secretaria de estado do desporto, a que acresce, nomeadamente, as opiniões furtivas que produziu acerca do acórdão da Autoridade Antidopagem de Portugal, que suspendeu Carlos Queiroz por ter concluído que houve perturbação do controlo antidoping realizado no passado dia 16 de Maio, aquando do estágio da Selecção Nacional na Covilhã.

Esta decisão veio na sequência de o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol ter ilibado Carlos Queiroz no âmbito do processo disciplinar que lhe foi instaurado.

Não satisfeita com a decisão, a Autoridade Antidopagem chamou a si a reapreciação do processo, acabando por produzir um acórdão que ia ao encontro de algumas vontades dominantes.

Entre essas vontades, encontra-se à cabeça a do Secretário de Estado do Desporto, que não se escusou de dizer publicamente que tinha seguido a par e passo o desenrolar do processo conduzido pela Autoridade Antidopagem e que a decisão proferida enquadrava-se dentro das suas expectativas.

Por outras palavras, Laurentino Dias veio dizer que conhecia de perto o desenrolar dos acontecimentos e que Carlos Queiroz foi bem punido.

Só faltou dizer, mas isso ficou implícito nas suas palavras, que o Seleccionador Nacional é indesejado e que tem de ser afastado o mais rapidamente possível.

Aliás, também Amândio de Carvalho já lhe expressou abertamente a sua antipatia, dizendo na cara de Queiroz que ele não era o seu treinador.

No meio de tudo isto está o presidente da FPF, Gilberto Madaíl, cuja passividade larvar se confunde com incompetência e conivência em relação ao poder político e ao seu vice-presidente.

Muito bem esteve, assim, Ribeiro Cristóvão quando afirmou que a política precisa mais do futebol do que o futebol da política.

Definitivamente, existe em Portugal o terror das trevas no mundo do futebol.

Por nós, estes três senhores são dispensáveis e contribuem em larga dose para este mundo das trevas. Deveriam, portanto, demitir-se ou serem demitidos.

Pela clarificação e pela “verdade desportiva”.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 19.08.10 às 23:58link do post | | adicionar aos favoritos

 

Carlos Queiroz, em entrevista ao jornal “Expresso”, acusou Amândio de Carvalho, vice-presidente administrativo da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), de ser a “cabeça do polvo” que o quer pôr a andar do cargo de Seleccionador Nacional.

Não é novidade nenhuma o facto de Amândio de Carvalho não nutrir qualquer simpatia por Carlos Queiroz.

Detentor da pasta das “Selecções”, o vice-presidente da FPF chegou mesmo a dizer que, enquanto o Seleccionador Nacional se mantivesse no cargo, ele não acompanharia a equipa principal nas suas deslocações.

Certo é que Amândio de Carvalho está já há cerca de 18 anos na FPF, numa primeira fase de 1983 a 1989, e numa segunda fase de 1998 até ao presente, o que, do nosso ponto de vista, já começa a ser muito tempo, podendo indiciar que Carlos Queiroz está na senda da verdade.

Para além disso, não compreendemos as razões de tão longa permanência de Amândio de Carvalho na FPF, sendo certo que, quanto maior for essa permanência, maiores serão os “vícios”, os “enquistamentos” e a probabilidade de “influenciar” e de ser “influenciado”.

As palavras de Queiroz foram, no entanto, extemporâneas e cheiraram mais a uma retaliação, uma vez que falou como se já tivesse abandonado o cargo de Seleccionador Nacional.

Aliás, tal façanha valeu-lhe mais um processo disciplinar, depois de ser “exemplarmente” punido com um mês de suspensão e uma multa de 1.000,00 Euros no caso “anti-dopagem”.

O ridículo das penas vem acrescer à suspeição que lançou sobre Amândio de Carvalho.

Resta saber se este último, para além da cabeça, não é também o corpo, as pernas e os braços do alegado polvo.

Uma coisa é, porém, certa: não é o polvo Paul – esse é adivinho e terá concerteza menos contas a dar à justiça, qualquer que ela seja.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 11.08.10 às 14:11link do post | | adicionar aos favoritos

 

O Seleccionador Nacional, Carlos Queiroz, está metido, aparentemente, num molho de brócolos.

A decorrer um processo disciplinar por alegadas afirmações insultuosas contra membros da autoridade antidopagem, durante o estágio na Covilhã para preparação do Mundial da África do Sul, Carlos Queiroz vê-se agora confrontado, cerca de três meses depois, com a necessidade de contradizer e explicar a sua versão, junto dos órgãos disciplinares da FPF (Federação Portuguesa de Futebol), sobre os factos constantes da Nota de Culpa que lhe foi surpreendentemente remetida.

Na resposta à Nota de Culpa, e como se sabe, apresentou em sua defesa 9 testemunhas, de entre as quais alguns pesos pesados do mundo do futebol, a começar por Sir Alex Ferguson, treinador do Manchester United, mas também figuras nacionais, como Luís Figo, Luís Filipe Vieira, António Simões e Pinto da Costa.

Foi, aliás, este último que, falando aos jornalistas no final da inquirição, fez notar, ao seu estilo habitual, que no mundo do desporto são perfeitamente banais e naturais expressões do tipo: “então ó meu filho da p**a”, não sendo por isso que se está a ofender a mãe do visado!

Linguagem vernácula ou não, o que é certo é que Carlos Queiroz tem a sua imagem já bastante debilitada, vindo agora, inclusivamente, o secretário de estado do desporto pôr mais lenha na fogueira.

Se querem correr com o Seleccionador Nacional, então que apresentem os argumentos, permitam o contraditório e, se for caso disso, despeçam-no de vez.

Não andem é a cozinhar Queiroz em lume brando, pois o homem não o merece, nem isso, mais uma vez, contribui para a credibilidade do nosso futebol, seja cá dentro ou lá fora.

Esta é mais uma prova de que o “sistema” de que falava Dias da Cunha existe, mas que já há muito está podre, a gangrenar e a contaminar tudo e todos…

tags:

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 12.07.10 às 15:16link do post | | adicionar aos favoritos

E a "fiesta" continua. Depois de ontem, ainda na África do Sul, a Selecção Espanhola ter erguido a taça de Campeões do Mundo, jogadores e restante comitiva já chegaram a Madrid, a bordo de um A340 da Iberia adequadamente decorado para o efeito, e onde se podia ler em letras garrafais a expressão "Campeones".

Casillas e Vicente del Bosque foram os primeiros a sair do aparelho, trazendo o guarda-redes (eleito o melhor entre os seus pares neste mundial) o tão desejado Troféu.

Agora, após algumas horas de descanso, os campeões vão ser recebidos pelo Rei Juan Carlos, seguindo depois para a "Fiesta" num autocarro, como já é habitual, e irão percorrer as principais zonas e artérias madrilenas, com destaca para a famosa "Plaza de Cibeles", Gran Via, Calle de Alcalá e Puerta del Sol.

tags:

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 11.07.10 às 22:11link do post | | adicionar aos favoritos
Andrés Iniesta deu a vitória à Espanha. Campeã da Europa e agora Campeã do Mundo de 2010. Viva a Espanha. Parabéns.
tags:

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 11.07.10 às 18:13link do post | | adicionar aos favoritos

 

 

Falta pouco mais de uma hora para o início da Final do Campeonato do Mundo da África do Sul, um jogo que vai juntar as Selecções da Espanha e da Holanda. Segundo o Periquito da Ásia, quem ganha é a Holonda. Já o Polvo Paul, aposta na Espanha. A ver vamos qual dos animais tem razão.

tags:

mais sobre mim
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


links
pesquisar
 
Contador
free counters
Blog iNovOurém no Facebook
Google Translate
TWITTER
Followers
blogs SAPO