Novo Blog para o Concelho de Ourém. Rumo à Excelência. Na senda da Inovação
comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 30.11.10 às 19:04link do post | | adicionar aos favoritos

Um amigo do Facebook disponibilizava há dias esta foto, a qual tomámos a liberdade de a publicar neste espaço.

Foi tirada ao pôr-do-sol, num deserto, exactamente na vertical.

Foi considerada uma das melhores fotos de 2005.

O preto são as sombras. Os camelos são as pequenas linhas brancas!

Cabe a cada um dos leitores formular a sua opinião, mas, quanto a nós, não temos dúvidas de que é uma foto “assustadoramente” bela.

 

Foto de George Steinmetz, fotógrafo da National Geographic (usando um parapente).


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 03.10.10 às 05:50link do post | | adicionar aos favoritos

 

 

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 25.09.10 às 18:42link do post | | adicionar aos favoritos

Biodiversity and Climate Change from CBD on Vimeo.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 25.09.10 às 18:37link do post | | adicionar aos favoritos

Biodiversity song – Higashiyama Zoo and Botanical Gardens, Nagoya from CBD on Vimeo.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 25.09.10 às 18:29link do post | | adicionar aos favoritos

 

Foi com agrado que lemos na Edição de ontem do “Notícias de Ourém” (página 7) a notícia de que a Câmara Municipal de Ourém (CMO) e a Ambiourém celebraram um protocolo com a associação ACHAR, “que actua numa vasta zona do Ribatejo na área da agricultura e florestas”.

Segundo Paulo Fonseca, presidente da edilidade oureense, o protocolo tem em vista a valorização do pelouro do desenvolvimento rural e florestas.

Na verdade, sendo o concelho de Ourém caracterizado por vastas áreas de floresta, com uma mancha verde vastíssima, e tão fustigado que tem sido nos últimos anos pelos incêndios, é bom que a CMO olhe com olhos de ver para este problema e que aposte na defesa e na prevenção, mas também na preservação e valorização deste bem que não só é de todos como é igualmente precioso.

O passo em frente que agora foi dado pela CMO no âmbito florestal vem ao encontro do facto de a Organização das Nações Unidas ter decretado 2011 como o Ano Internacional das Florestas, o que, a não ter sido propositado, não deixa de ser, contudo, uma feliz coincidência.

Parabéns aos interlocutores deste processo, pois achamos que vale sempre a pena dar conta do bom trabalho que por cá se vai fazendo. É que nesta vida não se pode andar sempre a criticar, também é importante chamar a atenção para as coisas boas que vão aparecendo.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 23.09.10 às 23:24link do post | | adicionar aos favoritos

 

A pouco mais de três meses do final de 2010, é importante relembrar que este ano foi declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o “Ano Internacional da Diversidade Biológica”, uma campanha mundial cujo mote foi a sensibilização para a salvaguarda da biodiversidade no nosso planeta.

Com efeito, estabelecida na Cimeira da Terra, que decorreu na cidade do Rio de Janeiro em 1992, a Convenção para a Diversidade Biológica (que conta com mais de 191 parceiros) consubstancia-se num tratado internacional que tem por objectivo a defesa da conservação e o uso sustentável da biodiversidade, através de uma partilha equitativa dos múltiplos benefícios dessa biodiversidade.

O lema da campanha para 2010, “A biodiversidade é a vida. A biodiversidade é a nossa vida”, teve em vista sublinhar o papel crucial da natureza no apoio à vida na Terra, onde se inclui a nossa própria vida.

De entre os objectivos estabelecidos para o “Ano Internacional da Diversidade Biológica” contam-se, nomeadamente:

- Intensificar a consciência pública para a importância da salvaguarda da biodiversidade e para as ameaças que lhe estão subjacentes;

- Promover o conhecimento das acções que foram já concretizadas para salvaguardar a biodiversidade, e que têm vindo a ser tomadas por comunidades e governos;

- Encorajar os indivíduos, as organizações e os governos a promover as acções necessárias para pôr termo à perda da biodiversidade;

- Promover soluções inovadoras no sentido de reduzir as ameaças à biodiversidade;

- Iniciar o diálogo entre as partes interessadas para se definir os passos a serem dados após 2010.

Foi neste âmbito que a ONU enfatizou que esta campanha destinava-se a celebrar a diversidade da vida na Terra e a contrariar a perda da biodiversidade no mundo, tanto mais que esta perda, cujo ritmo de extinções é alarmante, é causada pelas actividades humanas, estimando-se que seja agravada pelas alterações climáticas.

Na verdade, a protecção da biodiversidade é uma preocupação à escala global, que necessita de uma acção à escala local, ao nível dos vários países e das suas comunidades.

Prometido que foi que o ano de 2010 seria um ano de mobilização internacional em relação a este desafio global, é tempo agora de esperar que a Cimeira da Biodiversidade, a ter lugar em Outubro próximo na cidade japonesa de Nagoya, concretize a pretensão de levar os diversos governos presentes a definir os objectivos e as etapas para contrariar a perda da biodiversidade.

Seria igualmente importante que também no nosso país se fizesse o balanço das iniciativas que foram levadas a cabo no âmbito desta campanha internacional a favor da biodiversidade.

É que este é um problema que nos afecta a todos, e a todos urge reflectir sobre as conquistas que foram alcançadas neste domínio em defesa da biodiversidade do nosso planeta.

Também por isso nos devemos concentrar na urgência deste desafio colectivo para o nosso futuro.

Finalmente, espera-se que 2010 acabe em Kanazawa, no Japão, em Dezembro deste ano, com uma Cimeira que marcará o início do “Ano Internacional das Florestas 2011”.

UN Secretary General Welcome Message for the 2010 International Year of Biodiversity from CBD on Vimeo.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 23.09.10 às 01:08link do post | | adicionar aos favoritos

 

Invariavelmente, todos os anos por esta altura o Outono bate-nos à porta, e traz consigo dias mais curtos e húmidos.

O calor do Verão ficou para trás e, por isso, começamos agora a preparar-nos para os dias frios que se avizinham.

Mas, o Outono tem também os seus encantos: as folhas das árvores que começam a cair, as cores que a nossa vista consegue alcançar e que só no Outono as podemos vislumbrar, as iguarias típicas desta época, as primeiras lenhas que se queimam nas lareiras, os sons de festa e o latejar dos paladares que nos trazem o bom São Martinho e Todos os Santos, a prova do vinho, as viagens às adegas, as primeiras chuvas que fazem levantar o inebriante cheiro a terra molhada, o prazer do chá quente com uma saborosa torrada, as castanhas, as nozes, as deliciosas broas de mel, o cheiro a rosmaninho na alvorada do dia…

O Outono tem tanto para nos contar. E nós tanto para saborear…


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 21.09.10 às 22:16link do post | | adicionar aos favoritos

Lagoa das Sete Cidades, Ilha de São Miguel, Açores, Portugal.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 20.09.10 às 18:14link do post | | adicionar aos favoritos

 

As grutas de Mira de Aire, situadas na freguesia com o mesmo nome, concelho de Porto de Mós, distrito de Leiria, foram consideradas uma das “Sete Maravilhas Naturais de Portugal”, um concurso que elegeu também o Parque Nacional Peneda-Gêres, o Portinho da Arrábida, a Ria Formosa, a Floresta Laurissilva, na Madeira, e a Ilha do Pico e a Lagoa das Sete Cidades, nos Açores.

As grutas de Mira de Aire foram descobertas em 1947 e são as maiores grutas de Portugal. Apresentam uma rara beleza, que é revelada pela Rota das Estalactites e por vários espaços que a compõem: a «Sala Grande» (1º Poço), a «Sala Vermelha», a «Joalharia», a «Cúpula Majestosa» (2º Poço) e a descida até à «Galeria».

Um passeio por este local permite-nos percorrer centenas de metros e admirar as estranhas e variadas formações calcárias, tais como a «Alforreca», os «Pequenos Lagos», o «Marciano», a «Boca do Inferno» e o «Órgão».

O nosso olhar também não pode perder a contemplação dos pequenos regatos e do Rio Negro, cujas águas, saltitando na cascata, se juntam às do Grande Lago. E é aqui que pode ver-se o grande espectáculo final da água, da luz e do som no seu maior esplendor.

Se quiser conhecer mais sobre esta maravilha da natureza, pode ir ao sítio das Grutas de Mira de Aire na Internet ou visitar outros links relacionados com o tema.

 


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 21.08.10 às 18:50link do post | | adicionar aos favoritos

 

Os animais, tal como os Seres Humanos, têm as suas marcas distintivas que os diferenciam dos demais da sua espécie.

Neste caso, a simplicidade do animal choca com a beleza do ser vivo.

E, para além de amigas e úteis ao Homem, as ovelhas são animais que nos fazem recordar a nossa infância, a idade em que tudo é experiência e, ao mesmo tempo, tudo é inocência, simplicidade e beleza.

tags:

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 17.08.10 às 14:45link do post | | adicionar aos favoritos

Fernando de Noronha é sinónimo de praias paradisíacas e tranquilas, mas também de turismo eco-responsável, em respeito às obras-primas da Natureza.

Pintado a azul e verde, o arquipélago Fernando de Noronha é, por isso, um dos lugares mais deslumbrantes do mundo. E um dos mais cobiçados.

Composto por 21 ilhas ao largo do estado de Pernambuco, a cerca de 345 km da costa, é um autêntico cartão-postal do Brasil, com areais alvos e delicados, preserva com sabedoria a natureza intocada, sendo um destino de eleição de ecoturistas.

Património Mundial da Humanidade desde 2002, é um local repleto de flora e fauna riquíssimas e paisagens que não encontrará em lugar algum do Brasil.

Fernando de Noronha tem excelentes acessos aéreos com voos regulares a partir de pontos estratégicos como Recife e Natal.

Tenha uma Boa Viagem.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 12.08.10 às 13:01link do post | | adicionar aos favoritos

A Selva tem um Rei,

De seu nome Leão,

Às vezes, não cumpre a Lei,

Mas, há Homens que também não!

tags:

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 04.08.10 às 10:56link do post | | adicionar aos favoritos

 

Ontem, em face da fraca programação nas nossas televisões, resolvemos sintonizar um dos nossos canais preferidos, o “Odisseia”, e deparámo-nos com uma reportagem sobre os hábitos alimentares do povo dos Camarões, país da África profunda onde ainda se mantêm costumes e tradições que, aos olhos do chamado “mundo civilizado”, ainda causam muita apreensão e preocupação.

Assim, grande parte da população, mormente a das zonas mais recônditas, ainda se alimenta da denominada “carne do mato”, cuja caça é ilegal e perseguida pelas autoridades locais.

Falamo-vos da carne de chimpanzé e de gorila, que representa, para os locais, uma iguaria muito saborosa e muito apreciada. Mas não só: também há a carne de porco-espinho, de cobra e outros animais que, para nós, ficam bem é no Jardim Zoológico.

Ao que parece, e de forma a evitar a extinção dos chimpanzés e dos gorilas já nos próximos 15 a 20 anos, as autoridades estão a incentivar a população a criar hábitos alimentares diferentes, estimulando o consumo de rato (que mais parecem ratazanas gigantes).

Os “ratos” podem ser confeccionados de variadas formas, nomeadamente assados, mas, a forma mais usual e apreciada na região é o “guisado de rato do mato”.

Aliás, as autoridades dos Camarões têm até como objectivo, imagine-se só, transformar este prato numa “especialidade nacional”, para além de quererem internacionalizar esta iguaria. Pensam até introduzir nos menus dos voos internacionais o seu guisadinho de rato.

E tudo por uma boa causa: evitar a extinção dos gorilas e dos chimpanzés.

Não temos dúvidas de que a causa é nobre e fundamental para a preservação destas espécies, só que, daqui para a frente, muito dificilmente voaremos nos aviões da companhia aérea dos Camarões.

A não ser que o menu faça exclusivamente jus ao nome do país. Mesmo assim…


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 03.08.10 às 00:01link do post | | adicionar aos favoritos

Costuma-se dizer que são os "Reis da Selva".

São animais de grande porte, ditos perigosos, mas, ao mesmo tempo, com um ar afável.

Os leões nem sempre são compreendidos pelo Homem, porém, a sua beleza e personalidade forte fazem desta espécie animal um ícone da natureza e uma referência da nossa história viva.

tags:

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 01.08.10 às 01:16link do post | | adicionar aos favoritos
Chegou finalmente o nosso mês!

mais sobre mim
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


links
pesquisar
 
Contador
free counters
Blog iNovOurém no Facebook
Google Translate
TWITTER
Followers
blogs SAPO