Novo Blog para o Concelho de Ourém. Rumo à Excelência. Na senda da Inovação
comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 21.09.10 às 22:16link do post | | adicionar aos favoritos

Lagoa das Sete Cidades, Ilha de São Miguel, Açores, Portugal.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 20.09.10 às 18:14link do post | | adicionar aos favoritos

 

As grutas de Mira de Aire, situadas na freguesia com o mesmo nome, concelho de Porto de Mós, distrito de Leiria, foram consideradas uma das “Sete Maravilhas Naturais de Portugal”, um concurso que elegeu também o Parque Nacional Peneda-Gêres, o Portinho da Arrábida, a Ria Formosa, a Floresta Laurissilva, na Madeira, e a Ilha do Pico e a Lagoa das Sete Cidades, nos Açores.

As grutas de Mira de Aire foram descobertas em 1947 e são as maiores grutas de Portugal. Apresentam uma rara beleza, que é revelada pela Rota das Estalactites e por vários espaços que a compõem: a «Sala Grande» (1º Poço), a «Sala Vermelha», a «Joalharia», a «Cúpula Majestosa» (2º Poço) e a descida até à «Galeria».

Um passeio por este local permite-nos percorrer centenas de metros e admirar as estranhas e variadas formações calcárias, tais como a «Alforreca», os «Pequenos Lagos», o «Marciano», a «Boca do Inferno» e o «Órgão».

O nosso olhar também não pode perder a contemplação dos pequenos regatos e do Rio Negro, cujas águas, saltitando na cascata, se juntam às do Grande Lago. E é aqui que pode ver-se o grande espectáculo final da água, da luz e do som no seu maior esplendor.

Se quiser conhecer mais sobre esta maravilha da natureza, pode ir ao sítio das Grutas de Mira de Aire na Internet ou visitar outros links relacionados com o tema.

 


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 19.09.10 às 18:11link do post | | adicionar aos favoritos

 

Segundo reza a história, é a única e maior Catedral gótica italiana ao bom estilo francês, cuja construção foi lenta dado que os artistas italianos foram-se negado a concluí-la precisamente por não ter características romanas.

Em Milão, a beleza exuberante da Duomo causa-nos perplexidade.

A sua construção, que durou 500 anos, começou em 1386 e só veio a terminar no século XIX.

O objectivo inicial era fazer da Catedral o “abrigo” de toda a população da cidade que, à época, rondava as 40.000 pessoas.

Daí o seu nome, Duomo de Milão, isto é, a Casa de Milão.

Para além das inúmeras obras de arte que enchem esta Catedral, é possível apreciar ainda a estátua de São Bartolomeu a carregar a própria pele, as cerca de 3500 estátuas e figuras que a decoram, os seus vitrais que retratam mais de 3600 figuras, assim como subir às suas torres e apreciar uma bela vista da cidade de Milão.

Sendo uma das maiores do mundo, a Catedral de Milão é a terceira depois da Catedral de São Pedro e da Catedral de Sevilha.

Os seus imponentes 157 metros de comprimento e 109 de largura, com uma altura que chega aos 45 metros, fazem da Catedral de Milão um ex-libris e um ponto obrigatório de passagem para quem se desloca a esta linda cidade.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 17.08.10 às 14:45link do post | | adicionar aos favoritos

Fernando de Noronha é sinónimo de praias paradisíacas e tranquilas, mas também de turismo eco-responsável, em respeito às obras-primas da Natureza.

Pintado a azul e verde, o arquipélago Fernando de Noronha é, por isso, um dos lugares mais deslumbrantes do mundo. E um dos mais cobiçados.

Composto por 21 ilhas ao largo do estado de Pernambuco, a cerca de 345 km da costa, é um autêntico cartão-postal do Brasil, com areais alvos e delicados, preserva com sabedoria a natureza intocada, sendo um destino de eleição de ecoturistas.

Património Mundial da Humanidade desde 2002, é um local repleto de flora e fauna riquíssimas e paisagens que não encontrará em lugar algum do Brasil.

Fernando de Noronha tem excelentes acessos aéreos com voos regulares a partir de pontos estratégicos como Recife e Natal.

Tenha uma Boa Viagem.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 16.08.10 às 17:28link do post | | adicionar aos favoritos
Cape Town, África do Sul, outra das maravilhas do mundo a não perder!

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 15.08.10 às 02:18link do post | | adicionar aos favoritos

No Peru, a 2.400 metros de altitude, ergue-se a “cidade perdida dos Incas”, mandada construir no século XV por Pachacuti, e denominada de Machu Picchu.

Sendo o Peru considerado o berço da Civilização Inca, Machu Picchu é, por sua vez, a referência natural do Império Inca.

Sendo actualmente Património Mundial da UNESCO, Machu Picchu é, sem dúvida, uma das maravilhas do mundo.

Não só pela sua história, mas também pelo seu misticismo e pela singularidade do engenho do seu povo.

Com a chegada de Cristóvão Colombo e dos espanhóis à América do Sul, este legado da História e a memória do seu povo ficaram gravados para sempre naquelas montanhas.

Hoje, este local e a Civilização que lhe deu origem oferecem à Humanidade um marco de cultura, de inteligência espiritual e técnica que, a par com os Maias, e por que tão breves no tempo são estas Civilizações, constituem tesouros históricos, culturais e civilizacionais dos mais enigmáticos de que há memória.

Ninguém deveria deixar este local por visitar.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 14.08.10 às 12:58link do post | | adicionar aos favoritos
S'Illot, Palma de Maiorca

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 07.08.10 às 19:05link do post | | adicionar aos favoritos

 

A primeira-dama norte americana, Michelle Obama, como é do conhecimento geral, encontra-se em Marbella, sul de Espanha, a desfrutar de quatro dias de férias para descansar e relaxar.

Acompanhada da sua filha mais nova, Sasha, e de um staff de mais de setenta pessoas, constituído por amigos e elementos da segurança, julgamos que Michelle Obama vai ter umas curtas férias que serão tudo menos sossegadas.

E isto, apesar de a praia privada que serve o hotel onde está hospedada estar só por conta da comitiva presidencial e, por isso, com acesso vedado aos outros hóspedes.

Aproveitando ao máximo o tempo da sua efémera estadia em terras de nuestros hermanos, Michelle Obama já aproveitou para dar uns passeios pelo centro de Marbella, almoçar num restaurante perfeitamente banal e fazer umas compras, não só para Sasha, como também para si, cujas preferências recaíram sobre dois vestidos que, a avaliar pela loja em questão, certamente foram adquiridos por um bom preço.

Mais uma vez, Michelle Obama mostra ao mundo que o facto de ser esposa do homem teoricamente mais poderoso do planeta não a inibe de ser a pessoa simples que é, de trato fácil e que não tem qualquer pejo em comer à mão uma corriqueira fatia de pizza.

Não esqueçamos que Michelle Obama cresceu numa família, os Robinsons, da classe operária, num bairro da comunidade afro-americana situada no sul de Chicago.

Tendo-se formado em Princeton e Harvard, Michelle Robinson cruzou-se pela primeira vez com o actual presidente dos EUA num escritório de advogados em Chicago onde trabalhava e, curiosamente, a primeira impressão que teve de Barack Obama foi que ele era um homem muito convencido, muito vaidoso e presunçoso, para além de ter um nome deveras esquisito!

A sua simplicidade deriva, por certo, das suas raízes e do facto de ter sido sempre uma mulher lutadora, com os pés bem assentes na terra, uma espécie de âncora e a voz da razão do agora presidente norte-americano.

As suas mini férias na Europa acabam por trazer à luz do dia um pouco da personalidade de Michelle Obama, estabelecendo uma ponte entre a sua vida incógnita nos bairros afro-americanos de Chicago e as luzes da ribalta que a eleição do seu marido lhe proporcionou.

Até agora, e não apenas por ter criado uma horta na Casa Branca que faz questão de cuidar pessoalmente, Michelle Obama não tem decepcionado e tem estado à altura de todas as nossas expectativas.    


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 05.08.10 às 23:23link do post | | adicionar aos favoritos
Michelle Obama

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 01.08.10 às 00:21link do post | | adicionar aos favoritos

Estamos enfurecidos, mas ao mesmo tempo de barriga cheia.

Por agora, as férias acabaram, amanhã regressamos às origens.

Foi bom, apesar de as férias também cansarem.

Albufeira estava melhor e mais bonita do que o costume.

Para a próxima haverá mais.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 29.07.10 às 17:59link do post | | adicionar aos favoritos
Praia da Oura, Albufeira, Portugal

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 25.07.10 às 23:42link do post | | adicionar aos favoritos

Todos os anos, de há muitos em diante, o Algarve, e mais concretamente Albufeira, é o destino para passar umas merecidas férias.

Também todos os anos, encontramos, em Areias de São João, novidades, seja ao nível do urbanismo, seja no plano das estradas, seja ainda no campo da restauração, da hotelaria ou da diversão.

A zona de Albufeira, em particular, está, por isso, melhor a cada ano que passa.

Quando nos pomos a comparar a evolução de Ourém com aquilo que vemos por aqui, é como se ficássemos parados no tempo, ancorados a um qualquer filme de época, em que os actores, por tão gastos e ultrapassados que estão, apenas nos presenteiam com coisas mesquinhas ou mesmo com nada.

É como se víssemos um filme a duas velocidades, um em marcha rápida e constante, e outro aos solavancos e atrasos.

Sinceramente, faz-nos pena, dá-nos infelicidade.

Dá-nos infelicidade ver a nossa terra, Ourém, parada no tempo e ultrapassada, desgastada num longo e fatigante marasmo que só tem tornado a nossa afirmação regional numa mera miragem.

E há tanto para explorar, tanto potencial desaproveitado.

Como foi possível termos deixado a nossa terra longe da evolução, alheia ao modernismo e à qualidade de vida da sua população?

Como foi possível termos esperado tanto tempo para dizer basta a um séquito de governantes incautos e medíocres, que nada fizeram pela nossa terra e que só adiaram irresponsavelmente o seu desenvolvimento e o seu progresso?

Como fomos capazes de dizer não a nós mesmos?

E ainda há quem mereça umas medalhas, um nome numa rua, uns louvores de alvoradas, umas mãos cheias de mesadas… E a troco de miséria de nada.

É assim que, para nós, vir a Albufeira todos os anos ajuda-nos a carregar energias e a estabelecer comparações.

As mais das vezes, porém, essas comparações são meros exercícios mentais que se frustram a cada quilómetro que passa entre Albufeira e Ourém.


comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 25.07.10 às 18:37link do post | | adicionar aos favoritos
tags:

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 18.07.10 às 11:36link do post | | adicionar aos favoritos

Clima bom, água quentinha, sol e muita praia.

tags: ,

comentar
publicado por João Carlos Pereira e Friends, em 15.07.10 às 16:25link do post | | adicionar aos favoritos

Muitos já foram de férias, outros ainda estão para ir. Infelizmente, há ainda outros que não as podem ter.

De qualquer das maneiras, se é daquelas pessoas privilegiadas que vão agora de férias, aqui fica a sugestão desta praia, que está quase deserta, feita à sua medida e só para si!

E já agora, aproveite e tenha umas boas férias.


mais sobre mim
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


links
pesquisar
 
subscrever feeds
Contador
free counters
Blog iNovOurém no Facebook
Google Translate
TWITTER
Followers
blogs SAPO